Skip to main content

Apostar na Copa América: os melhores palpites

A partir de 14 de junho, o brasileiro vai poder matar a saudade da Seleção Canarinho, que disputará, em casa, a 46ª Copa América. Amplamente favorito ao título por jogar em seus domínios, o Brasil comandado por Tite tem a chance de levantar o troféu da competição pela nona vez, e quem gosta de fazer aquela “fezinha” tem a oportunidade de investir na Copa América em boas casas de aposta e ganhar um bom dinheiro. Basta ficar de olho nas melhores odds, acompanhar os mercados disponíveis e a nossa análise para ganhar nas apostas e, porque não, até no Bolão Copa América da “firma”.

Um torneio com tanta visibilidade e seleções tão fortes e conhecidas mundialmente também é uma ótima oportunidade para quem deseja ingressar no mundo das apostas. Se você ainda não começou a apostar, mas está “namorando” com esse incrível universo, veja quais são os sites com melhores bônus de boas-vindas para apostar em esportes.

Bônus para apostas na Copa América

Site Bônus Saiba Mais
Betfair Bônus e Opiniões Betfair Bônus e Opiniões R$400
bônus
aposte
1xBET Análise e Opiniões 1xBET Análise e Opiniões R$500
bônus de 100%
aposte
Rivalo bônus e opiniões Rivalo bônus e opiniões R$777
bônus 100%
aposte
bet365 Brasil bônus e opiniões bet365 Brasil bônus e opiniões Novos clientes: obtenha até R$200 em créditos de aposta aposte
22bet Bônus e Opiniões 22bet Bônus e Opiniões R$600
bônus de 100%
aposte

Brasil é “favoritaço”, mas tem que provar isso em campo

Mas por que a Seleção é tão favorita na Copa América 2019? Vamos ver alguns motivos. É a quinta vez que o torneio será realizado no país, e nas quatro edições anteriores, o Brasil foi campeão. No ranking FIFA, o time canarinho ocupa a melhor posição (3º lugar. O Uruguai é o 6º, mas Suárez é dúvida, e a Argentina vem na 11ª colocação).

Desde o final da Copa do Mundo da Rússia, o Brasil disputou oito amistosos. Venceu sete e empatou um. O Uruguai entrou em campo em sete oportunidades, com três vitórias e quatro derrotas. Os “Hermanos” jogaram oito vezes. Foram cinco vitórias, um empate e perderam duas partidas. O aproveitamento canarinho é superior.

Apesar de o Chile ser o atual bicampeão do torneio – venceu em casa, em 2015, e a edição do centenário, em 2016 -, o time andino parece ter perdido o rumo após a desclassificação à Copa do Mundo na última rodada das eliminatórias sul-americanas, e sua principal estrela, Alexis Sánchez, atravessa péssima fase no Manchester United. Aliás, o time inglês não sabe o que fazer para se livrar do jogador. Por isso, apostar na Copa América no Chile pode ser uma aventura e tanto.

É claro que surpresas sempre podem acontecer em um esporte onde o favorito vence apenas 50% das vezes, e em que partidas são decididas “em detalhes”, como os treinadores adoram falar, mas o fato é que há um favorito claro na competição. Ainda bem que há muitos outros mercados interessantes e lucrativos disponíveis, e por isso que apostar na Copa América pode ser um ótimo negócio.

Grupo A: um barbada para o Brasil (?)

Tite e a convocação oficial para a Copa América.

Podemos afirmar que o sorteio dos grupos da Copa América foi “uma mãe” para Tite e seu esquadrão. A Seleção vai enfrentar dois dos piores times do continente e o Peru, que foi à Copa do Mundo, mas que desde o seu final, em oito jogos disputados, venceu apenas dois e perdeu em cinco. Apostar na Copa América, em seu Grupo A, não deve apresentar muitos desafios, a menos que você goste de fortes emoções e invista seu dinheiro em partidas como Bolívia x Venezuela.

Mas, por via das dúvidas, e por estar com seu trabalho questionado, o técnico Tite não quis arriscar. Deixou a renovação para depois da Copa América e apostou em um elenco experiente, com jogadores da sua confiança. Por esse motivo, promessas como Vinícius Jr. ou jogadores que estão “voando” neste final de temporada, como Lucas Moura e Fabinho, acabaram fora da lista de convocados.

Estreia contra o pior time do continente

Logo de cara, no dia 14 de junho, a Seleção enfrenta a Bolívia, país pior colocado no Ranking da FIFA que disputa a Copa América. Estreias são sempre difíceis, é um jogo mais tenso, ainda mais jogando em casa. Se o jogo começar a complicar, a torcida pode acabar atrapalhando.

Mas, se olharmos o histórico dos jogos entre esses dois países, é compreensível todo o favoritismo canarinho. Até hoje, as duas seleções mediram forças em 29 oportunidades, com 20 triunfos brasileiros, cinco bolivianos e quatro empates. Das vezes em que a Bolívia venceu, quatro foram em La Paz, com altitude de 3.700 metros. Os dois últimos encontros foram pelas eliminatórias à Copa da Rússia. Em Natal, deu Brasil: 5 x 0. Em La Paz, o confronto terminou sem gols. Aqui, uma aposta interessante pode envolver handicap, ou número de gols que serão marcados. Falaremos sobre os diferentes mercados mais à frente. Então, os palpites para esta partida da Copa América devem levar em conta a grande chance de uma goleada.

Jogo para garantir a classificação antecipada

Na segunda rodada, que acontece dia 18, a Seleção encara outro velho freguês e saco de pancadas. A Venezuela, que até melhorou o seu futebol na última década, mas atravessa uma grave crise institucional que tem seus reflexos no esporte local. Outra boa chance de “forrar” naquele Bolão Copa América feito entre amigos.

Até hoje, em 24 partidas, 21 vitórias brasileiras, dois empates e os “vinotintos” levaram uma vez a melhor. Foi em 2008, em um amistoso nos EUA. Para se ter uma ideia do abismo que separa as duas equipes, foram 89 gols do Brasil contra 8 dos venezuelanos, se levarmos em conta todas as disputas. Na eliminatórias sul-americanas, a seleção verde e amarela venceu por 3 x 1 em casa e 2 x 0 fora. Os palpites a serem feitos nos sites de aposta aqui seguem a mesma ideia do jogo da estreia na Copa América.

Partida pra cumprir tabela?

Já possivelmente classificado às quartas-de-final, pois, além dos dois primeiros colocados de cada grupo, os dois melhores terceiros avançam na competição, o Brasil tem o desafio mais complicado da primeira fase. Seria o Peru, que disputou a última Copa do Mundo e até engrossou o caldo contra a campeã França, mas acabou eliminado na primeira fase. Historicamente, é outro freguês de carteirinha. São 30 vitórias do Brasil, quatro peruanas e nove empates.

Jogando em território nacional, o time de Paolo Guerrero conquistou duas vitórias. Uma pela Copa América de 1975 (3 x 1) e outra 10 anos mais tarde, em Brasília (1 x 0). Em confrontos mais recentes, duas vitórias brasileiras pelas eliminatórias ao Mundial da Rússia – 3 x 0 em casa e 1 x 0 fora – e um triunfo peruano: 1 x 0 na Copa América Centenário, dos EUA.

O prognóstico, aqui, tende a ser mais conservador, mas tudo vai depender do andamento deste Grupo A da Copa América. Se não houver nenhuma surpresa, Brasil e Peru devem chegar à última rodada com seis pontos cada, e os treinadores podem aproveitar para poupar alguns titulares pendurados com cartões amarelos ou com pequenas lesões e fazer alguns testes. Mesmo assim, uma aposta no Brasil não parece uma mau negócio.

Para a primeira fase da Copa América, a Betfair está com uma promoção interessante para novos usuários. Ela está dando uma aposta sem risco de R$50 se a primeira aposta feita for no Intercâmbio, em um dos três primeiros jogos do Brasil, contra Bolívia, Venezuela e Peru. Para ter direito, deve-se abrir a conta com o código FEOBR5. Isso significa que, caso o seu palpite seja derrotado, você recebe os R$50 de volta.

bônus especial da primeira fase da Copa América da Betfair

Outras seleções para ficar de olho

Atual bicampeão da Copa América, Chile não é favorito dessa vez.

Os dois times mais vitoriosos do continente, Uruguai e Argentina sempre inspiram respeito na Copa América, a Colômbia tem um bom time e o Chile, bicampeão, não vem nada bem, mas tem bons nomes individualmente falando.

Das seleções convidadas para esta edição, o Japão, que já disputou a Copa América de 1993, foi bem na Copa, mas não possui histórico muito favorável contra os grandes sul-americanos. O Catar, sede da próxima Copa do Mundo, em 2022, é o atual campeão da Copa da Ásia, tendo derrotado o Japão na final, em fevereiro deste ano, por 3 x 1. Tem uma equipe organizada, mas deu o azar de cair no “grupo da morte” desta competição, ao lado de Argentina, Colômbia e Paraguai. As casas de aposta definitivamente não acreditam no Catar, considerado a maior zebra da Copa América.

Uruguai

A Celeste Olímpica não resistiu à França, que seria campeã mundial na Rússia, e perdeu nas quartas-de-final por 2 x 0, mas deixou uma ótima impressão nos gramados russos. Depois da Copa, seu desempenho caiu nos amistosos, mas, com a volta de Óscar Tabarez à casamata, depois de uma ausência por problemas de saúde, os charruas têm “El Maestro” novamente a comandá-los. Os cisplatinos são os maiores campeões do torneio, com 15 conquistas.

A preocupação é com a situação de “Luisito” Suárez. O atacante do Barcelona e um dos destaques uruguaios, realizou uma artroscopia no joelho direito no dia 9 de maio, e ainda não se sabe se terá condições de ajudar sua seleção na Copa América. Sem “El Pistolero”, a Celeste perde muito de seu potencial ofensivo, pois, ao lado de Cavani, Suárez leva preocupação constante à marcação adversária.

Os charruas estreiam na Copa América no dia 16 de junho, contra o Equador. Quatro dias depois voltam aos gramados para encarar o Japão, e fecham sua participação no grupo contra o Chile, no dia de São João.

Os uruguaios devem passar com nove ou sete pontos, pois a partida contra o Chile pode ser uma pouco mais dura e os times podem chegar a ela com suas vagas definidas. Há chance para uma disputa mais acirrada pelas duas primeiras vagas, que além de garantirem a classificação às quartas-de-final, escapam de um cruzamento com o Brasil nesta etapa do torneio. A menos, é claro, que o Brasil fique em terceiro em seu grupo. Aí o cruzamento poderia ocorrer.

Neste grupo, além do Uruguai, deve passar o Chile. Qual o seu palpite aqui?

Argentina

A cada ano que passa sem levantar um troféu, cresce a pressão sobre os argentinos. Os bicampeões mundiais de 14 vezes vencedores da Copa América não ganham nada com a seleção principal desde 1993, quando bateram o México no Sul-americano do Equador. Depois do vice mundial em 2014 e outros quatro vices nas últimas cinco edições do torneio continental, os hermanos têm mais uma chance de ajudar Lionel Messi a levantar um troféu. Apostar na Copa América com a Argentina campeã é certeza de emoção.

Como quase sempre nas últimas décadas, o time está em reconstrução. O técnico Lionel Scaloni tenta dar um padrão à equipe e permitir que Messi seja o protagonista e consiga tirar a Argentina dessa incômoda seca que já dura 26 anos.

Se quiser ser campeã Sul-americana, a seleção portenha terá que suar a camisa desde a primeira rodada. Seu grupo, o B, é o mais forte da competição. Estreia contra a Colômbia, no dia 15, no jogo que deve ser o mais complicado da chave. Depois encara Paraguai (dia 19) e Catar, no dia 23.

Se tudo correr dentro da normalidade, a Argentina passa em primeiro e a Colômbia, em segundo. Mas a seleção “Cafetera” pode aprontar pra cima de Messi e companhia, empurrando os hermanos para um possível duelo com o Brasil já nas quartas.

Mas a “ordem natural das coisas” é Argentina, Colômbia e Paraguai. Pelo maior equilíbrio neste grupo B da Copa América, é possível que o terceiro colocado eliminado seja do grupo B. Tudo vai depender de o quanto o Catar vai oferecer resistência. Nesta chave estão os palpites mais complicados, mas que devem pagar mais, por consequência.

Fases finais e os favoritos

Se não houver nenhuma surpresa, o Brasil deve fazer uma semifinal com a Colômbia, enquanto do outro lado Uruguai e Argentina fazem o clássico mais tradicional da América do Sul por uma vaga na final da 46ª edição da Copa América.

Se formos analisar o que as principais casas de apostas esperam, vemos que o Brasil é amplo favorito ao título. Na média, as odds para que o Brasil vença pela quinta vez em casa e chegue ao seu nono título da competição são de 2.16. Se pensar que dá pra dobrar o dinheiro apostado pouco mais de 20 dias, pode parecer tentador.

A segunda seleção, para os sites de apostas, com mais chances de triunfo, é a Argentina. Mesmo com toda a seca de títulos e a bagunça apresentada pelo time na Rússia, ela paga 5.22 para cada real apostado. Os uruguaios vêm logo depois, com odds de 8.36, um pouco à frente da Colômbia (9.62).

Como estão as seleções às vésperas da Copa América

Alguns times estão em reconstrução, outros mantiveram a base. Uns vem bem, outros, nem tanto. Ambiente assim é bom para garimpar boas apostas. A seguir uma tabela com informações interessantes, mas que merecem uma análise mais cuidadosa.

Por exemplo, a única seleção com 100% de aproveitamento nos cinco últimos jogos é o Catar, mas o time do Oriente Médio não entra em campo desde a final da Copa da Ásia, o que significa que está há mais de dois meses sem disputar uma partida oficial. Ironicamente, é o maior azarão do torneio. Entre os favoritos, o Brasil é o único invicto nas cinco apresentações mais recentes. O empate contra o Panamá, no entanto, serve de alerta para quem aposta na Copa América.

As odds são médias de quatro respeitadas casas de aposta: bet365, Pinnacle, Coolbet e 18bet. Outras grandes plataformas, como o 1xBet e a Betfair, por exemplo, ainda não abriram o mercado para apostar no campeão.

SELEÇÃO
ODDS MÉDIAS
RANKING FIFA
ÚLTIMOS CINCO JOGOS
DESTAQUES
Brasil2.18VEVVVCoutinho, Firmino, Alisson
Argentina4.5211ºVVDVVMessi, Dybala, Di María
Uruguai7.82DDVVVSuárez, Cavani, Godían
Colômbia9.7412ºVVDVVJames Rodríguez, Falcao, D. Sánchez
Chile12.9515ºDVDEVVidal, Alexis Sánchez, Aránguiz
Peru23.3821ºDVDVDGuerrero, Cueva, Farfán
Paraguai34.1236ºEDDEVVillalba, Almirón, Hernán Pérez
Equador36.7859ºVDEEDAntonio Valencia, Arboleda, Cifuente
Venezuela37.6029ºVDEDVRondón, Josef Martínez, Júnior Moreno
Japão56.0326ºDDVEVYoshida, Osako, Kagawa
Bolívia77.4063ºEEDDDRaúl Castro, Leonardo, Chumacero
Catar93.7755ºVVVVDAlmoez Ali, A. H. Afif, A. Hatem

Como apostar na Copa América? Quais os melhores mercados?

Ainda falta um certo tempo para a bola começar a rolar. Mesmo assim, já vale a pena ver os sites que já têm opções, porque às vezes as odds podem estar bem favoráveis, apesar de mais suscetíveis a mudanças, tanto para cima como para baixo.

Por exemplo, se Suárez se recuperar a tempo de disputar toda a Copa América, o Uruguai deve apresentar mudanças em suas odds, passando a pagar menos, pois o time irá ter seu favoritismo aumentado. Por outro lado, se alguma estrela se machucar – digamos que Messi fique fora da estreia por sentir uma lesão na coxa – as odds de sua seleção irão ter uma alta considerável, pois é um jogador-chave para o time.

Vale a pena apostar no campeão?

Messi e o cobiçado troféu da Copa América. Argentina é atual vice-campeã.

É uma aposta mais simples, de maior risco e que terá que esperar o torneio todo para ganhar o prêmio ou dar cash out favorável, caso as coisas estejam indo bem mas você queira encerrar o palpite antes. A recomendação, aqui, é de prudência, pois algumas seleções ainda vão fazer amistosos entre elas antes do torneio. Esperar para Apostar na Copa América mais perto do seu início, depois de observar o desempenho das equipes, pode ser uma decisão mais sábia.

No início de junho, a Seleção encara o Catar, e Peru e Colômbia se enfrentam poucos dias depois. Além de ver o comportamento das equipes, pode acontecer alguma lesão (tomara que não. É sempre bom ver um evento como a Copa América com todas as suas estrelas em campo) ou algo realmente inesperado. Por exemplo? Basta lembrar o que foi a véspera do Mundial da Rússia para uma das favoritas, a Espanha, que viu o excelente trabalho das eliminatórias ir por água abaixo com a demissão do seu treinador. Outro? Em 2002, o capitão da Seleção do Felipão, Emerson, lesionou o ombro em um “rachão”. Foi um susto, mas no fim Gilberto Silva e Kleberson deram conta como volantes e o penta veio da Ásia.

Outros mercados interessantes

Torneios de primeira grandeza como a Copa América são um prato cheio para apostadores e sites de apostas online. Então é possível apostar jogo a jogo, fase a fase, em artilheiros, em colocações, de onde sairá o campeão, entre outras possibilidades.

1 x 2

A aposta a qual estamos bastante acostumados. Escolhe-se o vencedor ou empate. Ainda é possível apostar em dois dos três resultados possíveis (coluna 1 ou empate, coluna 1 ou 2, empate ou coluna 2), mas aí a premiação é bem menor.

Uma dica para jogos muito fáceis é utilizar o handicap, que é o popular “dar dois gols de vantagem” pro adversário. Se em Brasil x Venezuela as odds estão muito baixas, apostar que o Brasil vai vencer por pelo menos 2 gols de diferença já paga melhor. Quanto maior o handicap, melhor a premiação.

Como este é um torneio com jogos únicos de mata-mata, é importante prestar atenção na hora de dar seu palpite. Alguns sites podem considerar, para os critérios de aposta, apenas o resultado dos 90 minutos. Por isso, pode haver empate. E, se o apostador fez seu palpite na coluna 1 em um jogo que foi à prorrogação, ele perde, pois a partida é considerada empatada. Para a prorrogação e os pênaltis, mercados específicos são abertos durante o jogo.

Algumas casas também dão a opção “Draw no Bet”. Se o jogo terminar empatado, o apostador recebe o seu dinheiro de volta.

Número de gols

Nesse tipo de aposta, não importa quem faz os gols. O que vale é a rede balançando (ou não, se a aposta for num jogo sem gols). Os palpites são feitos apostando-se se mais ou menos gols vão acontecer. Por exemplo, se eu acho que a partida irá terminar 0 x 0, a aposta deve ser no “menos de 0.5 gol”. Se eu acho que o jogo terá pelo menos dois gols, jogo no “mais de 1.5 gols”.

Resultado do jogo

Se você conhece as seleções que vão disputar a Copa América o suficiente, pode apostar no resultado exato da partida. Pode, também, apostar qual será o placar exato ao final do primeiro tempo. Variações como “Os dois times vão marcar: sim ou não?” também estão no mercado.

Artilheiro

Aqui a escolha deve ser feita por quem irá ser o maior goleador da Copa América. Acredita em alguma surpresa? Elas pagam mais, é claro. Com a lesão de Neymar, que era o favorito à Chuteira de Ouro do torneio, as odds para o goleador da competição devem ser divididas e não tão baixas, pois há grandes goleadores em diversas seleções, como Falcao García, Messi, Alexis Sánchez e a dupla uruguaia Cavani e Suárez, além dos brasileiros Gabriel Jesus, Roberto Firmino e Richarlison.

Apostas ao vivo

Esse tipo de aposta é para quem vai ter a possibilidade de acompanhar ao vivo os jogos da Copa América. É uma forma emocionante de apostar, pois as odds mudam conforme o desenrolar das partidas, e é possível fazer várias apostas durante os jogos e garantir ganhos e evitar perdas com cash outs feitos na hora certa. Apostas ao vivo envolvem conhecimento dos times, seus pontos fortes e fracos, e análise das situações de jogo.

Um exemplo de aposta desse tipo são cobranças de pênaltis. Quando a penalidade é confirmada, aparece a oportunidade de apostar se o pênalti será convertido ou desperdiçado. Outra possibilidade é em jogos das fases de mata-mata. Haverá prorrogação ou não? As odds vão variar durante o jogo, de acordo com o resultado, as chances de gols, cartões e muitos outros fatores.

Além desses mercados, outros ainda irão aparecer nas casas de apostas conforme a competição se aproximar. Confira as análises e prognósticos dos principais mercados para apostar na Copa América aqui no Sitedeapostasonline.net e veja suas chances de ganhar aumentarem.