Skip to main content

Sites de apostas com Fórmula 1

Acelera o coração a cada corrida.. Se você também é fã de automobilismo, pode aproveitar essa paixão para ganhar prêmios com apostas Fórmula 1. Como isso é possível? Oras, por meio de plataformas online de palpites. Que tal ganhar dinheiro ao acertar o campeão da rodada?

Você pode aproveitar toda a emoção e as melhores dicas e truques para fazer apostas esportivas online na grande festa do automobilismo. Isso mesmo. Neste artigo, vamos apresentar os maiores sites do gênero de palpites, estratégias de apostas, comentar sobre a história do esporte e muito mais!

Melhores Casas de Apostas Fórmula 1

Fã de Fernando Alonso? De Vettel? Hamilton? Rosberg? Ou você curte mais as equipes como Ferrari, Renault, Mercedes, Red Bull…? Não importa, esta é a nossa seleção dos melhores sites de apostas com Fórmula 1:

Site Bônus Saiba Mais
Betfair Bônus e Opiniões Betfair Bônus e Opiniões R$400
bônus
aposte
1xBET Análise e Opiniões 1xBET Análise e Opiniões R$500
bônus de 100%
aposte
Rivalo bônus e opiniões Rivalo bônus e opiniões R$777
bônus 100%
aposte
bet365 Brasil bônus e opiniões bet365 Brasil bônus e opiniões Novos clientes: obtenha até R$200 em créditos de aposta aposte
22bet Bônus e Opiniões 22bet Bônus e Opiniões R$600
bônus de 100%
aposte

Estratégias para apostar na Fórmula 1

Agora ao que realmente interessa: Como podemos ganhar dinheiro apostando Fórmula 1? Esta é a pergunta (como sempre em apostas online) de um milhão. A única certeza é que a Fórmula 1 é um esporte que nos fornece uma variedade de apostas … e com elas toda uma gama de estratégias para aproveitar ao máximo o nosso investimento.

  • Como sempre, o principal “truque” é ter o melhor conhecimento possível sobre o campeonato: pilotos, equipes, tecnologia, regulamentação, etc … Sem essa etapa inicial dura confiaria seu dinheiro e as suas apostas puro acaso. E como bem sabemos, no mundo das apostas esportivas a chave é para reduzir a sorte máxima em nossas previsões. Então, se você está indo para não querer dar esse passo é melhor se você dedicar a outra coisa.
  • F1 é realmente difícil de prever, pela quantidade de variantes de apostas oferecidas. Mas precisamente por isso que as chances de ganhar dinheiro real multiplicam e as bolsas oferecidas são geralmente o melhor no mundo das apostas esportivas. Vamos lá, vale a pena…

Existe alguma maneira de prever o resultado de uma corrida? Você vai descobrir que isso não é tão comum, pois os favoritos podem sofrer retiradas devido a problemas técnicos, incidentes durante a corrida, infrações, etc … que estamos enfrentando uma das questões mais complicadas e as previsões para ter sucesso no mundo das apostas esportivas.

Por exemplo, treinamento prévio para as corridas, que mais tarde marcaram a “pole” (lugar fora da rede) pode indicar a evolução posterior da corrida, quem ocupa o lugar (pole position) é aquele que tem maior chances de vitória.

Algo que raramente é o caso e serve para garantir que as corridas de Fórmula 1 são geralmente um dos mais arriscados esportes práticas para os apostadores, casual e profissional, dando-nos uma magnitude de resultado mais complicado.

Por isso que precisamos do desenvolvimento de estratégias específicas para ter uma melhor chance de sucesso com nossas previsões. Um dos mais comum é não apostar no favorito, mas o piloto vai ser beneficiado por uma série de circunstâncias durante o curso da corrida.

Por exemplo, um dos fatores mais decisivos é o aparecimento de chuva em uma corrida. Este elemento, para que os próprios times às vezes não estejam suficientemente preparados. Também faz com que qualquer mudança em suas próprias estratégias e componentes do carro de corrida, e as chances oferecidas pelas melhores casas de apostas variem substancialmente.

Assim, podemos perguntar, por exemplo, a negociação, a compra de ações de valores muito alto. Esta estratégia é um dos mais eficazes, é adquirir as ações que poderiam alcançar se há uma série de circunstâncias durante a corrida. Como podemos executar? É simples, embora devemos estar conscientes da corrida em todos os momentos para escolher os tempos certos.

Nós escolhemos os itens (picks) que nos interessam e fizemos duas seleções de taxas elevadas cobrindo assim as perdas de outras escolhas que fazemos. Um pouco complicado, porque existem vários fatores e picks na corrida, embora a tensão e excitação que lhes dá façam com que seja mais atraente do que um simples apostas de vencedor do evento.

Com tantas escolhas, variedade de apostas esportivas na Fórmula 1 são quase infinitas, e garantir diversão: líder da corrida por mais tempo, escolha o pódio e ordem dos motoristas em, volta mais rápida, que irá se aposentar a partir de raça, etc …

Se todas estas possibilidades também adicionarmos suas próprias estratégias das equipes, nós temos um novo elemento catalisador de nossa apostas esportivas. Se somos capazes de antecipar os planos das equipes que podemos beneficiar de prêmios com o nosso jogo e nos diferenciar de outros rookies ou mais apostadores casuais.

Além disso, se executarmos essas ações em termos de apostas ao vivo pode aumentar ainda mais os benefícios potenciais, embora, obviamente, isso complique ainda mais nossas previsões. Não é fácil de “ler” a corrida e avaliar as possibilidades e planos de ação (que é o mesmo trabalho que os profissionais de equipes diretas), então tudo o que a preparação da qual falamos no início deste especial apostas Fórmula 1 é necessário.

Vamos falar, por exemplo, as posições que ocuparão os motoristas no final da corrida, um fator que não é ainda definitivo sobre o evento, uma vez que as sanções no final pode mudá-lo. Nesta área, as entradas, paradas e tempo em que passamos desenvolvidos por caixas são fundamentais e um elemento que marca apostas. Portanto, ter um conhecimento de sua diferença mecânica de volta para o apostador é sério.

Classificação final ou posição no grid de largada? Candidato pole position ou vencer a corrida? Aqui, para além destes agentes externos, como chuva, influenciar determinantes tais como tecnologia e energia dos carros dos concorrentes. Você se lembra que durante uma época, tudo parecia um monólogo de veículos da Red Bull

Apostadores profissionais de elite na Fórmula 1 ocupam aqueles capazes de comparar diferentes motoristas (dois ou três) que as páginas de apostas atribuem quotas elevadas, superior a 4,0. Você vai surpreender, então, que estas apostas sejam bastante acessíveis, uma vez que nos proporciona muitas opções durante a corrida.

E é que os condutores que nós selecionamos são sempre entre os favoritos, com ótimas opções de triunfo final, aumentando nossas chances de tomar uma boa soma se tiver apostado com cuidado.

  • Como sempre, coração quente, cabeça fria. Fórmula 1 requer cabeça, precisão, cuidado e controle. Sobre o mesmo que eles são convidados a pilotos e chefes de tripulação. As corridas são muito longas e com eles a lista de eventos e fatores que podem acontecer é realmente extensa.

Aqui são elementos básicos para avaliar as reais possibilidades de nossos carros: você tem competido bem em formação e qualificações anteriores? A resposta a esta pergunta vai nos dar uma avaliação bastante precisa para o nosso prognóstico e desfecho. Normalmente não é sempre definitiva, mas nos ajuda a moldar bastante como ele vai percorrer a corrida.

E nós não queremos ser insistentes neste fator, mas sempre prestar atenção à chuva. Correndo sob estas condições mudam tudo e geralmente sempre é quando surpresas surgem: preste atenção às previsões do tempo!

História da Fórmula 1

Rápido, sofisticado e com magnitude global. Tal é o espetáculo do maior esporte de automobilismo, a Fórmula 1. O campeonato é um gigante com um nível de monitorização e difusão de escala planetária. O chamado “Gran Circo” desperta paixões entre os milhões de fãs de velocidade em todos os cantos do mundo.

Algo em grande parte alcançado pelas ações de marcas de marketing e patrocínio, que, juntamente com a venda de direitos de televisão do campeonato, globalizaram fenômeno. E também como transmitir eventos esportivos, tem sido pioneiros na instalação de câmeras nos próprios carros de viagens pontos que permitiram a transferência de toda a emoção das corridas para os telespectadores.

Mas onde este fenômeno surge? Qual é a sua origem? Corridas F1 datam do final do século XIX, ou seja, a própria origem dos carros, com a celebração de carros de corrida que ocorreu na França e em 1894. No início deste fenômeno, foram corridas individuais em estradas simples, que foram gradualmente organizadas e ganharam popularidade para se tornar na década dos anos 30 do século passado, um dos esportes reconhecidos no mundo.

Após a interrupção da II Guerra Mundial, em 1947, a Federação Internacional de Automobilismo estabeleceu a criação de um resultado de campeonato mundial através da união de diferentes torneios nacionais criados. O primeiro campeonato foi realizado em 1950.

Seria quase quatro décadas até 1987, quando um sistema de pontuação foi estabelecido para o campeonato Grand Prix, com os membros reconhecidos do campeonato mundial. Foram anos de grande emoção, desenvolvimentos tecnológicos e grandes rivalidades entre equipes e pilotos como Ayrton Senna.

Senna, o três vezes campeão mundial do Brasil, continua a capturar a imaginação de fãs de automobilismo em todo o mundo, muito depois da morte prematura em Ímola em 1 de maio de 1994. Senna era um motorista de emoções complexas e habilidade feroz, uma figura obcecada pela perfeição e conduzida por sua fé, um homem compelido pela competitividade, mas possuindo grande calor. Foi com Ayrton Senna que o Brasil ganhou o gosto pela Fórmula 1.

Brasileiros nas apostas Fórmula 1

Interlagos é uma pista de corrida rápida e rolante localizada na cidade de São Paulo. Aninhado no meio de edifícios altos em uma “tigela” entre dois lagos artificiais, o circuito é uma instalação em estrelato.

Sem dúvida, o circuito com a sensação de “estádio” está bem ali com Monza, como provavelmente um dos melhores lugares para assistir ao Grande Prêmio de Fórmula 1 e, como os italianos, os brasileiros são sem dúvida entre os mais apaixonados fãs do esporte.

A paixão italiana pelo esporte está enraizada no nome da Ferrari, todo o país cativado pela aura mítica que envolve o time de Maranello que o eleva de ser apenas mais uma equipe de Fórmula 1 para algo mais, algo de um tesouro nacional.

E embora o Brasil não tenha o equivalente a uma Ferrari, uma equipe nacional por assim dizer, pode-se argumentar que eles têm Ayrton Senna, não menos um ícone nacional para brasileiros do que a Ferrari é para os italianos e sem dúvida comparável à Ferrari com uma lenda do esporte.

No entanto, a associação do Brasil com a Fórmula 1 é anterior a Senna e se remonta aos primeiros dias do esporte, a paixão do país pelas corridas decorrentes de uma história rica e bem-sucedida, uma tentativa que cedeu três campeões mundiais com oito títulos entre eles.

Mas o sucesso foi lento para um país muito distante do Reino Unido e da Europa continental, o coração tradicional de não apenas a Fórmula 1, mas também todas as séries de alimentação que um jovem motorista teve que atravessar, e os poucos brasileiros que competiu no esporte na década de 1950 só dirigiu em um punhado de corridas rendendo muito pouco em termos de resultados.

Emerson Fittipaldi

Na verdade, foi até 1970 que um piloto brasileiro marcou a cena mundial quando um jovem Emerson Fittipaldi fez sua estreia na Fórmula 1 no final desse ano com o time Lotus de Colin Chapman, o ‘Paulistano' que conduzia o carro com os companheiros Jochen Rindt e John Miles. Emerson foi o primeiro sujeito que estava preparado para deixar o calor e o conforto de seu Brasil natal.

O filho de um jornalista de automobilismo que pegou o bug de corrida em uma idade relativamente nova, a estreia de Fittipaldi não foi fácil e ele se viu jogado no fundo e empurrou o papel de líder da equipe depois de apenas três corridas. Fittipaldi admiravelmente aumentou a tarefa e ganhou seu primeiro Grande Prêmio apenas duas corridas depois em Watkins Glen nos EUA, tornando-se o primeiro brasileiro a ganhar um Grande Prêmio de Fórmula 1.

Ao volante do emblemático Lotus 72 e, aos apenas 25 anos, se tornou o mais novo campeão mundial da história do esporte. Depois de conceder o título ao rival Sir Jackie Stewart no ano seguinte, Fittipaldi ganhou seu segundo campeonato em 1974 para a McLaren.

Nelson Piquet

Fittipaldi abriu uma trilha para que outros motoristas brasileiros seguissem a carreira de piloto de Fórmula 1. Adotado por Fittipaldi para se mudar para a Europa depois de promessas de passeios nas corridas locais no Brasil, Nelson Piquet fez sua estreia na Fórmula 1 durante o curso da temporada de 1978. Inicialmente dirigindo um Ensign e, mais tarde, um McLaren de entrada privada, ele foi agarrado por Bernie Eccelstone, que havia descoberto seu talento e contratou-o para dirigir a equipe de Brabham à frente da última corrida em 1978.

Inicialmente, o primeiro emprego da Piquet na Fórmula 1 foi com a equipe Brabham em 1974, fazendo chá, varrendo os andares e vigiando os carros. Piquet continuou com Brabham em 1979, como companheiro de equipe para Niki Lauda. Eccelstone pretendendo que o novato aprendesse no joelho do campeão do mundo, foi empurrado para o papel do líder da equipe quando Lauda saiu abruptamente do esporte durante o fim de semana do Grande Prêmio do Canadá.

Depois de terminar em segundo lugar com o australiano Alan Jones em 1980, Piquet seguiu os passos de Fittipaldi para conquistar seu primeiro e o terceiro campeonato mundial do Brasil no ano seguinte no Brabham, ganhando três corridas para o título em uma temporada que viu os sete motoristas ficarem no topo do pódio.

A temporada foi notável pela rivalidade amarga entre os dois companheiros de equipe com Piquet recorrendo a jogos mentais e verbais. Piquet acabou por chamar o tempo em sua carreira no final de 1991. Então, o Brasil já tinha um novo querido: Ayrton Senna, que se estabeleceu como o principal piloto da Fórmula 1 e já havia vencido seu terceiro campeonato mundial quando Piquet se aposentou.

Ayrton Senna – mito na Fórmula 1

Senna. O que se diz sobre ele que ainda não foi dito? Sua carreira está bem documentada, desde que ele espetacularmente explodiu em cena em 1984, seu primeiro ano, quase ganhando o Grande Prêmio de Mônaco em condições torrenciais, à sua trágica morte no Grande Prêmio de São Marino em 1994.

Perfeito para os fãs e colegas, como provavelmente o maior piloto de todos os tempos, Senna apoiou seu talento abrasador com uma intensidade, empenho e dedicação a corridas como nunca antes visto.

“Se alguém já vendeu sua alma para ganhar um campeonato, Senna fez “, o ex-piloto da Fórmula 1 John Watson é citado como dizendo na Fórmula 1: A Autobiografia, depois que Senna ganhou seu primeiro título mundial em 1988.” O compromisso era apenas assustador. Toda vez que ele estava no carro, ele estava fora para provar a todos que ele era o próximo campeão mundial.

Sua rivalidade com Alain Prost, provavelmente um dos mais intensos que o mundo esportivo já viu, e os incidentes que se derramaram dele – como os dois acidentes famosos em Suzuka que decidiram os títulos de 1989 e 1990 – desceram no folclore de automobilismo e definiram as carreiras dos pilotos.

No final, ele ganhou três títulos mundiais e quarenta e uma corridas, mas o legado de Senna transcende os números. Ele inspirou uma geração inteira de motoristas, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo, como Fernando Alonso e Lewis Hamilton e nenhum motorista – nem mesmo Michael Schumacher – teve um grande impacto no esporte desde então.

Rubens Barrichello e Felipe Massa

Mas enquanto Senna, Piquet e Fittipaldi como campeões mundiais dos 30 brasileiros que competiram na Fórmula 1, vamos também poupar um pensamento para aqueles motoristas que não tiveram tanto em termos de resultados, mas que eram lendas à sua maneira.

Rubens Barrichello, cujo legado na Fórmula 1 poderia ter sido tão diferente se ele não tivesse que gastar seus melhores anos atuando como companheiro de equipe para Michael Schumacher e que foi desviado do esporte no final de 2011 sem uma boa despedida.

Ou, Felipe Massa, que veio, tão perto de se juntar a Fittipaldi, Piquet e Senna como o o próximo brasileiro campeão do mundo apenas para ter o título por Lewis Hamilton cerca de 30 segundos depois de ter atravessado a linha. Massa não chegou perto do título, com um acidente quase fatal na qualificação para o Grande Prêmio da Hungria em 2009.

Principais pistas F1 – Apostas Fórmula 1

Vinte e uma corridas significa que existem pelo menos vinte e uma trilhas, todas com sua tarifa compartilhada de peculiaridades, histórias e controvérsias para inicializar. Aqui você vai ficar por dentro das principais e quais as suas características.

Melbourne

O circuito de Albert Park de Melbourne celebrou 20 anos como anfitrião do Grande Prêmio da Austrália em 2016. Os motoristas levam a rota panorâmica em torno do pitoresco Lago Albert Park e é conhecido como o único circuito para sediar o evento em seu Campeonato Mundial e formato de Campeonato do Mundo, depois de um período que hospeda o último em duas ocasiões nos anos 50.

Xangai

O Circuito Internacional de Xangai é famoso como uma das unidades mais difíceis do calendário. Concebido pelo lendário designer de circuitos Hermann Tilke, Turns 1 e 2 são citados como uma das combinações mais desafiantes a serem enfrentadas por pilotos, com um right hander de 270 graus seguido de um hairpin de mão esquerda.

Monza

Monza é um paraíso da Ferrari. Como a casa espiritual da lendária fábrica italiana e anfitriã do Grande Prêmio da Itália, uma das apenas quatro corridas inaugurais da Fórmula 1 ainda deixadas no calendário, Monza ocupa um lugar especial nos corações dos fãs de grandes carros rápidos vermelhos. Uma trilha de alta velocidade devido às suas curvas longas e curvas fluidas (os motoristas se encontram a toda velocidade para a maioria da volta), também é conhecido por ser uma das faixas mais perigosas do calendário devido à sua falta de áreas de corrida.

Interlagos

Cimentou seu lugar na história da corrida britânica, graças à dramática volta final da última corrida da temporada de 2008, que viu Lewis Hamilton conquistar seu primeiro título pelas margens mais estreitas de Felipe Massa, tudo de forma mais espetacular. Quando a Ferrari de Massa cruzou a linha de chegada em primeiro lugar, Hamilton definiu na sexta posição, renunciando ao campeonato. Enquanto Massa comemorava, pouco sabia que a Toyota de Timo Glock (em quarto lugar) parou de repente com uma falha técnica nos cantos finais da corrida, ao ver Hamilton passar por ele na quinta posição para roubar o campeonato sob o nariz de Massa.

Minha opinião

Um mundo muito diferente de outras práticas e apostas esportivas a que estamos acostumados a apostar, ambos os novatos, casual e profissional. Assim são as apostas de Fórmula 1. Vale a pena, obviamente, se nós somos grandes fãs do esporte, mas também são uma porta de entrada fantástica para apreciar esta complexa modalidade.

Lembre-se de seguir o nosso conselho Premium e confira as análises das melhores casas de apostas esportivas on-line aqui, é claro.